Registar Despesas

em

Como mencionei no meu primeiro artigo, para construir o meu plano financeiro, uma das tarefas a fazer é estabelecer um sistema para registrar receitas e despesas, saber de onde vem o dinheiro e para onde vai … e quanto …

Esse registro diário já o faço há alguns anos.

Método

Foi difícil criar o hábito de registrar todas as despesas. Foi necessário encontrar um sistema de registro prático, rápido e sempre disponível, para não esquecer nenhuma despesa. Mesmo agora, às vezes há dinheiro gasto sem ser registado, mas geralmente são pequenas quantias que não são relevantes para o panorama geral.

O melhor método para controlar as despesas depende da pessoa. Podemos utilizar uma folha de cálculo, um caderno, etc. Para mim, o que funciona melhor é o uso de uma aplicação no smartphone.

Experimentei, ao longo dos últimos anos, muitas aplicações e escolhi o You Need a Budget (YNAB), que ainda estava na v3 do macOS na época. Atualmente, o YNAB possui aplicações móveis, para smartphones e tablets, mas também pode ser acedido através de um browser num PC.

A sincronização entre todos os dispositivos é feita em tempo real e nunca falhou comigo.

É uma das melhores aplicações (e também das mais caras) disponíveis atualmente e, além do registo diário das receitas e despesas, permite definir um ou mais orçamentos mensais (é aqui que brilha).

Planeio fazer uma análise do YNAB em breve para explicar em detalhe quais são para mim as grandes vantagens, mas também os pontos fracos, desta aplicação.

Categorização

Antes de começar a registar as receitas e despesas, foi necessário definir uma maneira de categorizá-las.

O que eu queria, além da quantia total de despesas, era saber onde o dinheiro estava a ser gasto, mas o nível de detalhe que eu queria reunir essas informações não precisava ser muito específico.

Por exemplo alimentação. Não tenho interesse em saber quanto gastei no hipermercado A, no B, no C e na frutaria. Só me interessa saber quanto gastei em compras de hipermercado. Por isso, defini a categoria “Alimentação”, onde comecei a registrar todas as despesas relacionadas a alimentação. O mesmo aconteceu para restaurantes. Não tenho interesse em registar o nome do restaurante. Criei a categoria “Restaurantes”, onde registo todas essas despesas.

A minha lista de categorias muda constantemente. Quando sinto a necessidade de saber mais sobre determinadas despesas, crio novas categorias. Da mesma forma, quando acho que tenho categorias que não acrescentam informação útil, movo todos os gastos registrados anteriormente para outras categorias e elimino-as.

Será comparando os totais mensais dessas categorias que medirei a evolução de minhas despesas e das minhas economias.

Categorias

A minha lista de categorias atual é a seguinte:

Lista de categorias do registo de receitas e despesas

Despesas Pessoais

Neste grupo, como o nome indica, é onde eu registro minhas despesas pessoais, pois eu e minha namorada temos finanças separadas.

Todas estas categorias têm significados auto-explicativos. Pago pensão de alimentos todos os meses para os meus dois filhos e dou uma mesada à minha filha (ela tem 16 anos).

Na categoria de transportes, incluo gasóleo, portágens e estacionamento.

A categoria restaurante no meu grupo pessoal é para registar as despesas de jantar fora quando a minha família não me acompanha, como jantares de empresa ou de amigos.

Na categoria diversos, registo tudo o que não encaixa em nenhuma outra categoria pessoal.

Casa & Família

O grupo Casa & Família agrupa todas as categorias relacionadas com as despesas domésticas, como alimentação, eletricidade, água, gás, subscrições (Netflix, Apple Music, etc.), restaurantes, etc., mas também a poupança conjunta.

Eu e a minha namorada contribuímos para este grupo com 550€/mês. Cada centavo economizado acaba numa conta conjunta de poupança. No entanto, não irei considerar as nossas contas conjuntas para calcular o meu património líquido.

Este é o único grupo que possui categorias de despesas e poupanças misturadas. Como esse grupo é o único compartilhado, é mais fácil definir o orçamento mensal e monitorar desvios nos totais, apenas por isso.

Automóveis

Nesse grupo, registo as despesas com o carro, que incluem o seguro anual, imposto de circulação e qualquer manutenção necessária. Todos os meses eu reservo uma quantia fixa do meu salário e aloco a essas categorias para que, quando chegar o mês do pagamento, eu já tenha esse dinheiro de lado.

Não incluo essas “economias” mensais em nenhuma categoria de poupança porque elas têm um prazo limitado. Quando a conta chegar, esse dinheiro sairá das contas, portanto, não são verdadeiras poupanças.

Poupanças

Aqui estão as categorias de poupança, yeahh !!!!. Nestas categorias, registo o dinheiro economizado. São estas categorias que espero ver crescer todos os meses.

Tenho uma categoria para o meu fundo de emergência, outra para juntar dinheiro para comprar um novo smartphone a cada 3 anos e, por fim, uma categoria cujo objetivo é investir um valor fixo todos os meses, de acordo com o que definir no plano de investimento que vou criar.

Férias

Por fim, tenho o grupo de férias, composto por 3 categorias e onde posso registar quanto gasto em férias, viagens de fim de semana, passeios, etc.

Conclusão

Sei que há provavelmente muito por onde melhorar aqui, mas é assim que controlo as despesas e tenho o meu orçamento mensal categorizado neste momento.

Como podem ver, eu não tenho categorias de receita porque, na metodologia utilizada pelo YNAB, toda as receitas se enquadram na mesma categoria “To Be Budgeted”, … Se usar outra aplicação, poderei ter que ter categorias de receita.

Então, agora que posso ver quanto dinheiro gasto em cada uma das diferentes categorias, vou perceber onde estou a gastar mais do que o que devia e onde posso economizar, se mudar os meus hábitos.

No próximo artigo, irei descrever em detalhe o meu orçamento mensal, ou seja, o valor da minha receita que aloco a cada uma dessas categorias.

Até já.

Artigo anteriorAvaliar a Situação Atual
Próximo artigoOrçamento Mensal
RBhttps://www.casacomtodos.com
Informático, de profissão e vocação, adora fazer caminhadas, correr, ver séries e ler livros de finanças pessoais. Destas, apenas 2 são mesmo verdade.

Deixar um comentário

ATUALMENTE A LER

MAIS POPULARES

COMENTÁRIOS RECENTES