Quanto me custa por mês o carro

em

Quem acompanha este blog sabe que ultimamente tenho tido vários problemas com o meu carro. Quase não há mês nenhum em que não tenha que o levar à oficina e suportar os elevados custos inerentes. Pois, porque não há vez nenhuma em que um carro saia da oficina com uma conta pequenina.

Antes deste carro, tinha comprado um citadino usado de uma marca com algum prestígio. Era um carro que tinha baixos consumos e, como ainda era relativamente novo, não tinha tido qualquer custo de manutenção até ao momento de o trocar.

Entretanto a família cresceu e surgiram críticas relativamente ao conforto em passeios mais longos. Com três filhos, em que um ainda necessitava da cadeira (que ocupa um lugar e meio) e outro que já tinha 1.80m de altura, o carro já não dava para as necessidades.

Troquei então o citadino por uma carrinha grande que possibilitasse transportar, com comodidade, 5 pessoas e com uma bagageira suficiente para permitir viagens de férias com tudo o que precisamos levar atrás de nós.

Mais uma vez comprei um usado pois considero que comprar carros novos, com a desvalorização que eles sofrem nos primeiros anos, é para perder imenso dinheiro desnecessariamente. Só tive um carro novo na vida e porque foi o meu pai que mo ofereceu quando terminei a universidade.

Apesar de comprar habitualmente carros usados, como dou muita importância à segurança, normalmente prefiro carros de gama média/alta apesar de, com o mesmo dinheiro, ser possível comprar um carro novo de uma gama inferior.

A compra deste carro foi feita no mesmo momento em que me decidi mudar para casa a IM, que fica a 40 Km de distância do meu emprego.

Nos primeiros anos aqui, a viagem era feita diariamente de carro até perceber que estava a deitar dinheiro fora, em gasóleo, portagens, pneus e manutenções, etc. além do risco de sofrer acidentes, inerente a quem se sujeita a andar na estrada. Passei a deslocar-me para o emprego de transportes públicos.

Esta decisão trouxe-me algumas poupanças mas, ao analisar as minhas despesas mensais, a rubrica dos transportes continua a ser uma das mais dispendiosas do nosso orçamento. Deu-me, então, curiosidade de tentar perceber quanto me custa por dia o meu carro.

Após algumas pesquisas, encontrei o autocustos.pt. Com algumas informações, como o preço de aquisição, o valor atual, quando gastamos em combustíveis, os preços do IUC e do seguro, etc. esta calculadora indica-nos quanto nos custa o carro por mês e, confesso, após inserir os meus dados, fiquei admirado com o resultado.

Custo mensal do carro
Custo mensal com o meu carro

É certo que este valor contempla a parcela da desvalorização do carro nestes anos desde que o tenho, mas nunca imaginei que ele me ficasse por 585€ por mês. E isto porque o adquiri a pronto pagamento, sem recurso a crédito, e apenas o utilizo de sexta-feira a domingo, senão o custo poderia ser facilmente o dobro desde valor!!!

Se tivesse esta informação há 4 anos, de certeza que iria optar por outra solução pois as férias e os passeios são uma ou duas vezes por ano e durante 95% por ano, a lotação do carro é inferior a 5 pessoas, pelo que podia ter optado por um carro mais pequeno e com menores consumos ou até ter mantido o mesmo.

Agora não sei o que possa fazer, pois gastar mais noutro carro está fora de questão.

Fico com a lição bem aprendida. Antes de comprar ou trocar de carro, fazer bem as contas a TODOS os custos e não apenas ao custo de aquisição.

RBhttps://www.casacomtodos.com
Informático, de profissão e vocação, adora fazer caminhadas, correr, ver séries e ler livros de finanças pessoais. Destas, apenas 2 são mesmo verdade.

2 COMENTÁRIOS

  1. O carro é uma daquelas despesas que me faz pensar bastante, mas ainda não cheguei a uma solução satisfatória (por exemplo, o aluguer de carros é caro para se constituir uma opção).
    Eu tenho uma folha de cálculo que me indica vários valores (reparações, seguros, IUC) e um dos cálculos que faz é “quanto é que custa cada carro sem sair da garagem”? Os valores anuais não são animadores.
    Neste momento, temos dois carros “velhos”, cujo serviço é mais valioso do que a sua venda, mas estamos cientes de que no dia em que aparecer uma reparação cara, temos que nos desfazer deles.

Deixar um comentário

ATUALMENTE A LER

[td_block_16 sort=”popular” td_ajax_preloading=”preload” custom_title=”MAIS POPULARES”]

COMENTÁRIOS RECENTES