Orçamento Mensal

em

Continuando a sequência de tarefas que estabeleci aqui, para construir um plano financeiro que me permita alcançar o meus objetivos, o próximo passo é estabelecer um orçamento mensal.

A Importância de um Orçamento

O orçamento mensal é a ferramenta que garante (desde que eu o respeite) que eu serei capaz de cumprir as minhas metas de despesas mensais e me ajudará a perceber onde eu estou a gastar demais, para poder ajustar os meus gastos.

Definir um orçamento mensal pode ajudar a pagar as dívidas ou a gerar riqueza, através da poupança. No entanto, definir um orçamento é muito mais fácil do que segui-lo e cumpri-lo. Para obter algum benefício de ter um orçamento mensal, é necessário ter controlo e auto-disciplina, que era o que me faltava antes.

Eu estabeleço o orçamento mensal há algum tempo. No entanto, cumpri-lo é outra história. Eu nunca deixei de comprar alguma coisa porque o meu orçamento me dizia que eu já não podia gastar mais pagar nesse mês. O que eu fazia era tirar dinheiro da minha conta poupança sempre que o dinheiro acabasse.

Depois de ler tantas histórias de sucesso de outras pessoas que conseguiram controlar suas finanças através do cumprimento do seu orçamento mensal, estou decidido a fazê-lo corretamente desta vez.

Passos para Criar o Orçamento Mensal

Para começar com a definição de um orçamento, terei que identificar todas as fontes de receita. Não vou pular considerar prémios, horas extras e receitas não recorrentes. Se não for certo todos os meses não será incluido no orçamento.

A próxima etapa é identificar todas as despesas fixas. Estas são as que se repetem todos os meses. Irei calcular a média dos serviços mensais, que incluem serviços como a eletricidade, gás, água, telefone e tv cabo.

Depois de listar as despesas fixas, irei adicionar as despesas variáveis. Estas são as despesas que podem ou não ocorrer num determinado mês ou cujo valor pode variar significativamente de mês para mês, como presentes, consultas médicas, viagens em família e vestuário.

Em seguida, adicionar as despesas anuais, ou seja, aquelas que normalmente acontecem apenas uma ou duas vezes por ano. O que tentarei fazer é dividi-las por 12 meses e reservar 1/12 do total todos os meses. Assim, quando essas contas forem vencidas, já terei todo o dinheiro reservado. Essas despesas podem ser o seguro automóvel, seguro da habitação, férias e impostos, etc.

Também incluirei a minha lista de desejos. Coisas para as quais irei poupar, que são coisas que realmente não preciso, mas quero, como um novo smartphone, viagens, etc.

Publicidade

Em seguida, serão incluídas as poupanças. Vou tentar poupar pelo menos uma quantia fixa do meu salário todos os meses.

Por fim, criarei um buffer ou uma folga no orçamento, onde irei colocar algum dinheiro de lado para enfrentar as despesas inesperadas que acontecem ao longo do mês. Para esse efeito, vou criar uma categoria “Diversos” no meu orçamento.

É importante acompanhar as despesas que, frequentemente, acabam nessa categoria. Se encontrar despesas recorrentes nesta categoria, posso chegar à conclusão que essas despesas merecem uma nova categoria.

No final, o saldo do orçamento deve ser zero. Isso não significa gastar todo o dinheiro até que a conta bancária atinja zero. Significa dar a cada euro um destino ou trabalho (regra do YNAB). Todas as receitas terão um trabalho no orçamento.

Num orçamento de base zero, as despesas totais devem ser iguais à receita total. Se ainda sobrar dinheiro depois de inserir todas as minhas despesas, alocarei essas sobras à minha lista de desejos ou à poupança.

Depois de identificar onde gasto demais e posso reduzir, terei que mudar os meus hábitos de consumo para traduzir esses gastos supérfluos em novas economias.

Orçamento Modelo

Depois de todos os passos descritos anteriormente serem concluídos, obtive o seguinte modelo de orçamento para um mês normal:

Este modelo será o que vou utilizar como ponto de partida para a definição do orçamento de todos os meses.

Um Orçamento Único todos os Meses

As coisas estão sempre a mudar e o meu orçamento mensal será uma delas.

O orçamento para o mês deve ser feito antes do início do mês, porque é necessário pensar no futuro para ter um plano eficaz.

Portanto, antes do início do próximo mês, irei ver no calendário os gastos específicos que estão a chegar, ou seja, aquelas despesas anuais ou esporádicas, como impostos, taxas anuais e material para o regresso às aulas, etc. e garantir que eles serão cobertos no orçamento desse mês. A partir do modelo de orçamento, todos os meses serão feitos os ajustes necessários para fazer face a essas despesas.

Não haverão dois orçamentos mensais iguais. Em alguns meses, terei despesas como presentes de Natal ou manutenção de carros. Noutros meses serão outras coisas, como férias. Independentemente da situação, será necessário garantir que todas as despesas sejam cobertas pelo orçamento.

Ajustar ao Longo do Mês

Mesmo o orçamento mais bem planeado pode precisar de ajustes ao longo do mês, pois poderão ocorrer imprevistos. É por isso que é necessário acompanhar o nosso progresso com frequência.

Se houver uma manutenção inesperada do carro ou uma fatura for maior do que o que estava planeado, será necessário encontrar uma categoria no orçamento para transferir e ajustar o orçamento.

O acompanhamento frequente dos gastos e a realização de todos os ajustes necessários, logo que sejam necessários, são tarefas diárias cruciais para o sucesso do nosso orçamento.

Resumindo

A definição do modelo de orçamento mensal me fez perceber várias opções erradas que tenho feito.

Planear o orçamento não chega. É preciso garantir que o cumpramos, ajustando sempre que necessário, mas não gastando demais. Esta tarefa é realizada com mais facilidade se tivermos as ferramentas e procedimentos corretos, sem esforço.

Para mim, depois de várias tentativas ao longo de mais de seis anos, o método mais fácil e prático é usar a aplicação YNAB (You Need a Budget), que é geralmente considerada a melhor aplicação para orçamentos e que me acompanha sempre, no meu telemóvel, no meu portátil e no meu PC do emprego. Estou a planear fazer um artigo detalhado para esta aplicação para explicar como ela me ajuda diariamente.

E você? Usa um orçamento mensal? Funciona bem?

Até já.

Artigo anteriorRegistar Despesas
Próximo artigoDefinir Objetivos
RBhttps://www.casacomtodos.com
Informático, de profissão e vocação, adora fazer caminhadas, correr, ver séries e ler livros de finanças pessoais. Destas, apenas 2 são mesmo verdade.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá, obrigada pelo comentário que me direccionou para aqui. Adoro seguir diários de finanças pessoais.

    Quanto ao factor “variável”. Para as despesas não previsíveis em valor, mas “tão certas como a morte” como os presentes ou reparações do carro, como dá como exemplos, eu criei uma poupança virtual.

    Exemplo, eu separo todos os meses €15 para prendas, seja aniversário ou natal. E esse é o meu orçamento.
    Para despesas com o carro – manutenção + seguro – eu tiro €50/mês.
    O valor das prendas eu coloco num envelope em casa (literalmente, um envelope usado) e o valor do carro eu faço transferência automática no início do mês, para uma conta a prazo. Não rende nada, claro, mas está separado, para ficar bem claro que isso é uma despesa.

    Assim, quando a conta ou a despesa inesperada acontece, eu simplesmente pago daí.

    Com isto, não há meses surpresa. O dinheiro está de lado, sei que vou ter de mudar óleo, pneus, etc… E quando a necessidade ocorrer, já tenho o dinheiro de parte.

    Por isso, o meu orçamento é sempre igual. Não varia porque eu tentei prever todas as despesas que possam ocorrer.

    E agora um aviso. Se é a sua primeira experiência com um orçamento zero, aviso já que vai falhar. Uma e outra vez. Vai corrigir, aperfeiçoar, pôr as mãos à cabeça e querer mandar tudo para as urtigas meia dúzia de vezes. Faz parte do processo. Somos humanos (pelo menos, eu sou).

    A diferença entre o sucesso e o insucesso é usar esses momentos para progredir e não desistir.

    Boa sorte!

Deixar um comentário

ATUALMENTE A LER

MAIS POPULARES

COMENTÁRIOS RECENTES