Ferramentas III – YNAB

em

Continuando esta série de artigos onde descrevo quais as ferramentas que utilizo mais frequentemente para a gestão das minhas finanças pessoais, hoje vou falar-vos da aplicação que utilizo para a gestão do meu orçamento mensal.

Esta aplicação chama-se You Need a Budget mas é mais conhecida pela sua abreviatura YNAB.

O YNAB é uma aplicação desenvolvida nos EUA e é talvez a mais popular aplicação de gestão dos orçamentos mensais para as finanças pessoais.

Método YNAB

Esta aplicação tornou-se famosa devido à sua fácil aprendizagem e utilização, bem como o método que implementa para que todos possamos fazer uma boa gestão do nosso dinheiro, vivendo dentro das nossas possibilidades, eliminado as dívidas e poupando para o futuro.

Este método assenta em 4 regras:

1. Dar um trabalho a todos os euros

Esta regra obriga a que cada euro recebido deve ser imediatamente alocado a um objetivo ou função. Nós decidimos quais os destinos que lhe damos de acordo com o que for mais importante e de acordo com os nossos objetivos. Mas apenas quando recebemos e apenas para o valor recebido.

A ideia fundamental por trás desta regra é simples. Se, por exemplo, ao recebermos 1.000€ de ordenado o deixamos ficar numa conta à ordem, quando olhamos para o saldo dessa conta, podemos ter a noção que temos muito dinheiro e podemos fazer esta ou aquela compra.

Se, ao invés disso, darmos imediatamente um objetivo a cada um desses 1.000€, como por exemplo X para hipermercado, Y para despesas da casa, z para transportes, etc., de acordo com as nossas obrigações e os nossos objetivos, temos logo uma imagem real de quanto daqueles 1.000€ estão realmente disponíveis para determinada despesa.

2. Gerir as nossas despesas reais

Muitas vezes na elaboração do orçamento, consideramos apenas as despesas mensais e não nos lembramos daquelas despesas menos frequentes e muitas vezes maiores, como o seguro do carro, os presentes de natal, as obras de manutenção da casa, etc.

O que esta regra indica é que devemos fazer um levantamento dessas despesas menos frequentes e dividi-las em parcelas mensais que serão postas de lado para que, quando essa despesa surgir, não sejamos surpreendidos e termos o dinheiro reservado para elas.

3. Adaptar às adversidades

Esta regra indica que devemos ser flexíveis e gerir os gastos excessivos à medida que eles acontecem.

É muito difícil fazer um orçamento no início do mês e conseguir prever com exatidão tudo o que irá acontecer. É normal surgirem imprevistos que nos obrigam a gastar mais numa determinada categoria do que tínhamos planeado.

O que esta regra indica é que, se isso acontecer, devemos imediatamente adaptar o nosso orçamento, compensando essa despesa nessa categoria com dinheiro que estava previamente alocado a outra categoria.

Se tínhamos 50€ disponíveis para restaurantes e 50€ para vestuário e gastamos 60€ num jantar, então devemos ir buscar os 10€ que gastamos a mais à categoria vestuário, que passa assim a dispor de 40€ para o mês em curso.

4. Datar o dinheiro

Esta regra é o resultado do bom cumprimento das 3 regras anteriores. O objetivo é deixar de viver de ordenado em ordenado e sempre com a preocupação que o dinheiro possa não chegar até ao fim do mês.

Quando conseguirmos estar num mês a gastar dinheiro recebido em meses anteriores, então muito do stress causado pelas preocupações financeiras será eliminado.

Basicamente, esta regra indica que devemos poupar o mais possível.

Disponibilidade

O YNAB é uma aplicação que está disponível através do browser. Além disso, dispõe de aplicações complementares para iPhone, iPad, Apple Watch, Android e Alexa.

Todas estas aplicações estão incluídas no preço de subscrição, pelo que não há desculpa para não fazer o registo de uma despesa imediatamente após ela ocorrer.

Funcionalidades

Ao contrário de muitas aplicações que tentam fazer um pouco de tudo mas não fazem nada especialmente bem, o YNAB apenas faz a gestão de orçamentos mensais, mas faz isso realmente bem.

Esta aplicação tem todas as funcionalidades que são de esperar de um software deste tipo. Assim, vou apenas destacar as que uso mais frequentemente e as que me facilitam mais a gestão das minhas finanças.

Dinheiro na carteira – Além de poder gerir as contas bancárias e contas de ativos de passivos (como a casa, o carro, empréstimos, etc.) posso também controlar o dinheiro que anda comigo. Crio uma “conta” para a carteira, o que me permite controlar também os pequenos gastos que faço em dinheiro, como café, jornal, etc. Neste caso, um levantamento no multibanco funciona como uma transferência da conta bancária para a conta carteira.

Ajustes ao orçamento – Financiar uma categoria onde gastei mais do que o que tinha orçamentado com dinheiro de outra categoria é feito com apenas dois toques, o que simplifica muito este processo e permite fazê-lo em qualquer altura.

Cartões de Crédito – As despesas com cartões de crédito, ao contrário de outras aplicações onde o que gastamos hoje só se vai refletir no orçamento do próximo mês, são tratadas pelo YNAB como se fossem uma despesa paga no momento. Ao registar a despesa, o dinheiro sai logo da categoria correspondente e fica pendente noutra categoria de pagamento de cartão de crédito. Assim, não dá para enganar o orçamento mensal comprando hoje para pagar só no próximo mês.

Gestão das categorias – Gerir as categorias é muito fácil. Posso criar categorias e subcategorias à vontade. Se no futuro quiser organizá-las de outra forma e eliminar alguma, a aplicação automaticamente move as despesas já anteriormente registadas na categoria a eliminar para outra à minha escolha, nunca se perdendo informação.

Objetivos – Para cada categoria posso criar objetivos por data objetivo, valor, etc. Assim, se tiver que pagar 500€ de seguro automóvel em janeiro de 2021, por exemplo, posso criar um objetivo nessa categoria indicando que quero ter esse dinheiro disponível nessa data e a aplicação indica-me quanto tenho que reservar por mês para esse efeito. Além disso, ajusta-se automaticamente se eu alocar mais ou menos dinheiro que o necessário.

Criação do orçamento para uma categoria – Muitas vezes, ao alocar dinheiro a uma categoria quando estou a fazer o orçamento mensal, não sei quanto dinheiro devo reservar. A aplicação ajuda indicando-me quando gastei e quanto aloquei no mês passado e qual o valor médio alocado e gasto para essa categoria.

Reportes – Apesar de não ser o ponto forte desta aplicação, utilizo bastante um reporte que me dá, em forma de tabela, os valores recebidos e gastos para o período que eu quiser e para as contas e categorias que eu selecionar. É uma forma fácil de visualizar a evolução dos meus gastos por categoria e se os meus esforços para poupar em determinada despesa estão ou não a surtir efeito. Também utilizo com frequência o reporte do património líquido para perceber se o meu património está a aumentar e quanto ao longo dos meses.

Despesas programadas – É fácil agendar e visualizar as despesas que vão surgir em breve. Ao registar uma despesa para o futuro ela irá aparecer numa área especial na página da conta onde a registei ou na página de todas as contas. Ao consultar essa página sei as contas que vão cair em breve bem como os seus valores. Essa informação também é visível na página do orçamento. Assim, quando estou a fazer o orçamento para uma categoria onde já tenho despesas programadas nesse mês, essa informação é disponibilizada e sou avisado se não orçamentar um valor que cubra a despesa.

Como qualquer outro sofware, o YNAB também tem alguns defeitos.

Gostaria que tivesse uma página de entrada, tipo dashboard, com informação condensada mas atualmente só há 3 vistas na aplicação: a vista do registo nas contas, a vista do orçamento e a dos reportes.

Gostaria também que a mesma licença pudesse ter vários utilizadores. Não existe essa possbilidade mas há forma de contornar essa limitação. Como podemos criar vários orçamentos na mesma conta, se um casal quiser utilizar a aplicação, podem usar ambos o mesmo orçamento, ou então têm que abrir o seu orçamento após fazerem o login. Este inconveniente apenas se verifica na aplicação web, pois nas aplicações dos smartphones a aplicação abre sempre o último orçamento utilizado.

Segurança

Como os dados são guardados na cloud, é compreensível que exista alguma preocupação com a segurança da nossa informação.

No entanto, o YNAB não facilita em questões de segurança pois todos os dados de todas as aplicações são encriptados e todas as normas de segurança ao nível de logins e passwords são respeitadas.

Preço

O YNAB está longe de ser barato.

Existem dois planos à escolha. O plano mensal custa $11,99 e o plano anual custa $84,00, ambos com um mês de experiência e possibilidade de cancelamento sem custos.

Eu, por ser cliente da versão anterior, tenho um desconto e, por isso, pago um preço mais amigável de cerca de 46€ por ano.

Recursos disponíveis

Por ter uma verdadeira legião de fãs, existem incontáveis recursos na internet para ensinar a tirar o máximo proveito da aplicação.

O site da aplicação contém inúmeros recursos para quem quiser conhecer a aplicação, bem como desenvolver os conhecimentos das formas de retirar o melhor o proveito dela. Estão lá disponíveis artigos, lições e vídeos sobre todas as funcionalidades.

Também recomendo o canal do YouTube do Nick True, para mim o melhor canal sobre o YNAB.

Conclusão

Apesar do seu elevado custo para o nosso nível de vida, esta aplicação é uma das poucas que eu considero imprescindível.

Tenho a certeza que a sua utilização já me fez poupar várias vezes o seu custo ao nível dos anos.

Além disso é uma aplicação que está constantemente a evoluir, a adicionar funcionalidades e a melhorar processos.

Claro que há outras aplicações mais baratas, algumas até gratuitas, que permitem, se bem utilizadas, atingir o mesmo fim, mas quantas mais eu conheço e experimento, mais eu gosto do YNAB.

Alguém utiliza ou conhece esta aplicação?

RBhttps://www.casacomtodos.com
Informático, de profissão e vocação, adora fazer caminhadas, correr, ver séries e ler livros de finanças pessoais. Destas, apenas 2 são mesmo verdade.

4 COMENTÁRIOS

Deixar um comentário

ATUALMENTE A LER

MAIS POPULARES

COMENTÁRIOS RECENTES