Avaliar a Situação Atual

em

Como referi no artigo anterior, a primeira tarefa que devo concluir para elaborar meu plano financeiro é avaliar minha situação atual.

Para ter minha situação atual completa, registei todos os ativos que possuo, exceto o dinheiro em contas correntes, necessário para as despesas diárias. Também deveria ter registrado todas as dívidas mas, felizmente, não tenho nenhuma.

A minha namorada e eu temos contas e finanças em geral separadas. Cada um de nós contribui para as despesas domésticas, como alimentação, água, luz, serviços de limpeza, etc., com 550 € por mês. Para este exercício e tudo o que está por vir, considerarei apenas meus próprios ativos.

Esses são os ativos que fazem meu património líquido na data de escrita deste artigo.

Fundo de Emergência

Como podem ver na tabela anterior, a maior parte de minhas economias está investida em certificados do Tesouro Poupança Mais, adquiridos em 2015/12/15, e que me dão as seguintes taxas de juros:

5º ano: 3,250%
4º ano: 2,750%
3º ano: 2,250%
2º ano: 1,750%
1º ano: 1,250%

Estou no quarto ano agora, por isso vou manter estes certificados, pois essas taxas de juros são muito melhores do que as disponíveis hoje em dia.

Estes certificados são o meu fundo de emergência. O produto é dos mais seguros que existem e, se for necessário, posso mobilizar uma parte ou a totalidade do dinheiro que tenho investido de um dia para o outro.

Como o nome indica, o objetivo do fundo de emergência é lidar com circunstâncias imprevistas da vida, como desemprego, problemas de saúde ou qualquer outra situação que possa nos impedir de trabalhar e obter um rendimento constante. O fundo de emergência não pode ser usado noutras despesas além dessas.

As opiniões divergem, mas acho que o fundo de emergência deve ter entre 6 e 12 meses de despesas e não deve ser colocado em produtos de risco mas sim produtos de baixo risco que permitam uma rápida mobilização.

Poupanças

Para as minhas poupanças tenho uma conta corrente separada da minha conta do dia-a-dia. Utilizo essa conta para colocar o dinheiro que sobra no fim do mês. Infelizmente, também uso essa conta para ir buscar dinheiro nos meses em que gasto mais do que ganho.

Uso uma conta corrente normal porque não há uma conta poupança em nenhum banco que pague qualquer tipo de juro interessante para manter o meu dinheiro.

Também tenho várias contas “virtuais” às quais atribuo o dinheiro que economizo mensalmente para pagar despesas anuais, como o seguro automóvel, IMI e outras despesas planeadas. Basicamente, todos os meses eu reservo 1/12 do valor total da despesa para que, quando o dia do pagamento chegue, eu tenha todo o dinheiro para pagamento dessa conta reservado.

Aprendi com a experiência que é muito mais fácil, por exemplo, colocar de lado 40€ € por mês do que pagar 500 € pelo seguro do carro de uma só vez.

Investimentos

Além do fundo de emergência e de algumas economias na conta de poupança, também tenho dinheiro investido em fundos de investimento, ETFs e ações. Esses produtos têm um alto risco, mas também têm retornos potenciais muito mais altos do que os produtos menos arriscados.

Se o objetivo é fazer render as poupanças, correr riscos é uma necessidade. Hoje, os produtos de investimento de baixo risco têm retornos tão baixos que, em muitos casos, nem sequer compensam a inflação. Desta forma, assim que consegui fechar o meu fundo de emergência, virei a minha atenção para as bolsas de valores.

Desses produtos, os fundos de investimento são os meus ativos mais antigos. Desde há uns anos, tenho vindo comprando e vendendo fundos de investimento, mas sem ter uma verdadeira estratégia. Comprei quando tinha algum dinheiro de lado e só considerei a geografia dos ativos e a classificação da Morningstar.

No final de 2018, abri uma conta na DeGiro e decidi investir 100 € por mês para obter alguma experiência fora dos fundos de investimento. Comprei então alguns ETFs gratuitos, que não cobram taxas de subscrição ou resgate.

Darei a minha opinião sobre a plataforma DeGiro num artigo futuro.

Nessa altura, eu estava a acompanhar a cotação da Apple por diversão. Estava 30% abaixo do máximo histórico. Como é uma empresa que eu admiro e para experimentar negociar ações, decidi comprar duas ações apenas por diversão. A DeGiro possui taxas muito baixas em operações com ações nos EUA e essa transação custou-me apenas uma taxa de 0,50 €.

Deveria ter comprado mais porque, enquanto escrevo este artigo, as minhas 2 ações da Apple aumentaram 40%.

Dívidas

Neste momento não tenho dívidas. Eu moro com a minha namorada no apartamento dela, que herdou dos avós. O meu carro foi pago a pronto pagamento e o dela também, por isso, neste momento não temos uma única dívida.

Mas essa situação mudará em breve, pois iremos fazer umas obras de reabilitação no apartamento e iremos procurar obter um empréstimo à habitação para esse efeito.

Património Líquido

Assim, após tudo considerado, o meu património líquido atual em 2019/09/02 é 31.452,34 €.

Este valor será sempre influenciado pelo mercado de ações, pois reflete as nossas escolhas de investimento e elas devem ser contabilizadas.

Decidi não incluir o valor do meu carro no meu património líquido. Os carros depreciam muito rapidamente o seu valor ao longo do tempo. Eles não são ativos, muito pelo contrário. Eles são uma fonte de grandes gastos. O meu carro não foi financiado, mas, se fosse, teria que incluir o valor pendente do crédito e o valor atual do carro.

Nesta fase, o meu único interesse era avaliar minha situação atual. Neste momento, não estou a avaliar se as minhas decisões foram corretas ou se devo mudar alguma coisa. Esta avaliação virá numa fase futura.

Bem, por hoje é tudo. No meu próximo artigo, irei falar sobre o meu sistema de registo de todas as minhas receitas e despesas e como passei a conhecer os meus hábitos de consumo.

Até já.

Artigo anteriorPlanear Tarefas
Próximo artigoRegistar Despesas
RBhttps://www.casacomtodos.com
Informático, de profissão e vocação, adora fazer caminhadas, correr, ver séries e ler livros de finanças pessoais. Destas, apenas 2 são mesmo verdade.

Deixar um comentário

ATUALMENTE A LER

[td_block_16 sort=”popular” td_ajax_preloading=”preload” custom_title=”MAIS POPULARES”]

COMENTÁRIOS RECENTES